24/07/2011

JEITO DE SER



O que posso dizer sobre a vida, é que ela é tudo,meu pessimismo nunca impediu que percebesse as maravilhas que marcam o nosso viver cotidiano. Se vejo as coisas como ridículas é porque é o ridículo que me encanta,a total falta de sentido é o pressuposto principal da lógica. Se às vezes pareço insensível é porque o amor não é capaz de expressar a dimensão dos meus sentimentos. Quando digo que Deus está morto, não é querendo simplesmente desprezar as representações, mas indicar as possibilidades de algo muito maior,ou seja nós mesmos. Sou apenas um sonhador que as vezes não é criativo o suficiente para colocar tudo em prática,por isso vivo em meu mundinho fechado em si mesmo.