04/08/2012

Incomunicabilidade


Sorriso belo e ingênuo,
E Lágrima de suor.
Um beijo marcado no travesseiro,
Passagem de ida sem volta.

A luz no fim do túnel, 
Que não indica caminho.
Um amor de mil olhares ,
Na brutalidade que acaricia, 
No toque afável de um soco.
Uma boneca que fala sozinha, 
na incomunicabilidade dos amores.