23/08/2012

Não é a vida é o amor


Não é a vida é o amor.
A vida é  perda de tempo.
É tempo que se conta no relógio.
Só viver, é envelhecer,
É tomar o remédio quando a campainha toca,
Para no dia seguinte  continuar esperando.
São as paixões que movem os punhos,
E esfacelam as faces rosadas  em pó.
Matem os deuses,destruam os homens,
E criem...Criem sem medo de se destruírem.
Não tenha medo do amanha,
O agora é muito mais assustador...Com suas correntes.
E nem por isso faz tremer.
Se é pra viver,não queira ter mais que um momento de vida.
Um instante é tudo que se pode querer,
Quando se deseja mais que o simples querer.
A vida não é bela,menos ainda um presente.
É um empecilho  a longo prazo ao prazer.
Por isso não prologue demais,
O que lhe deixa cada vez mais fraco.