29/09/2012

ESCRITA DA CARNE



Escrever pra mim,
É não saber bem o que se passa,
É lidar com as próprias emoções,
E de certo modo fugir das mesmas,
Expondo-as,jogando-as nas mãos de algum desavisado,
Que ao ler,vai sentir o corte da carne que virou palavra.
E que deixou de ser o que era, quando não era coisa alguma.