28/09/2012

ESTÁ ESCURO BABY


Flor...De tanto esperar ,
Me embriaguei de sede.
Não senti o gosto,
E a flor se desfez

Baby,não sei falar bem,
Mas sei baby,que é você,
Que a linguá pronuncia,
Quando não tem o que dizer..

É você que aparece,
Quando tudo está escuro,
E não posso ver nada,
E entendo tudo.

Baby,quando as luzes apagam,
Posso ver que o brilho,
Distorce,
Posso ver quase tudo.

Baby,a gente não sabe olhar,
A gente só olha, pra se ver,
E não ver nada.

Eu poderia te abraçar,
Quando você passa,
Mas no fim das contas,
Quero que tudo seja perfeito,
Mesmo que contra a vontade.

Se sozinho é difícil,
A companhia,tira o que resta,
E o que resta é o que foi tirado.

Te falei que tudo ia mudar,
E a mudança seria bem vinda,
Mas baby,tudo não passou de mentira,
De engano e medo,
De não mais te ver.

Mas de todo modo,
Sempre vou ter algo,
Com engano e sem ressentimento.