28/09/2012

PARTE DO TODO


Beija a porção de carne,
Que não pode comer.
Deita-se na barreira
De ossos,músculos e dieta.
Move-se sem sair do lugar,
No suor da batalha do amor.
Vinga-se do que entrou,
Sem pedir licença,
E prende no âmago de teu ser
O que agora é parte do que sou.