08/10/2012

DESENHO


Eu te recriei,
Para ter um pedaço,
Um fio do teu cabelo,
Enlaçando meu sonho a realidade.
Eu te fiz minha, sem contrato,
Sem cobranças e aborrecimentos futuros.
Eu te fiz parte da minha vida,
Para não ser necessário,
Compartilharmos a morte.
Te desenhei com a minha falta de talento,
E me fiz ridículo e atento ao que não passa.
Os traços do teu rosto,do teu corpo do teu dorso,
Do teu manso e atrevido andar,não soube fazer.
A imperfeição é sempre perfeita em seus detalhes,
Em seus mais pequenos acidentes.
O que não foi visto,inventado se fez,
O que não foi percebido,
Pouco importa,em face do que foi.
Agora,aqui tenho em mãos, o seu desenho,
Você não está nele,mas eu estou.