11/10/2012

SIMPLESMENTE CRIANÇA.



Toda criança tem direito a ser criança,
A ser pequena na grandeza da infância,
A ser atenta as insignificâncias da vida,
Até quando se fizer dor a de ser imaginada.

Toda criança tem direito ao seu mundo,
Ao egocentrismo coletivo de si e dos outros,
De não se importar em tornar-se adulto e perder o encanto,
E se encontrar ao se perder no olhar que senti.

Toda criança tem o direito de não ter direito,
E mesmo assim ser respeitada em seu modo particular ,
Em seu destrato a ignorância dos professores,
Dos mestres e doutores, que perderam o prazer.

A vida sem infância é só vida e morte,
É burocracia,tédio e perda de tempo,
A infância é o período da liberdade sem respeito,
Sem vontade de crescer de se tornar qualquer coisa.

A infância é  vida que desdobra-se em si,
É o momento que não projeta sonhos,mas os realiza,
Ser criança é olhar o mundo,enquanto parte dele,
No instante em que tudo se dilui em massa de modelar.