30/11/2012

PHOTOSHOP.


Elogio que não se pode dizer a uma mulher

"Você pessoalmente é mais bonita que na foto"

Ela logo vai pensar
-Que foto ?
Chegando em casa vai apagar todas as suas fotos das redes sociais. Vai se maquiar,comprar uma roupa,e se cobrir de pó, tecido e cabelo. Ai sim vai pegar a máquina fotográfica,tirar 559 fotos, escolher duas, e disponibilizar para todos, em seus perfis virtuais.

O que se deve dizer é alguma coisa do tipo:

-Nossa... eu vi sua foto,mas não imaginei que era real.

Ai ela vai se sentir bem.

A mulher de hoje não vive sem uma máquina fotográfica,ela quer ser um Photoshop de si mesmo. Assim como as modelos, elas não se contentam em simplesmente serem vistas em suas poses rotineiras,elas querem mais,querem simular o real,querem o real e muito mais.


26/11/2012

OLHAR DE MULHER



Quantos segredos guardam 
o olhar de uma mulher .
O olhar de mulher,
tem um pouco de vagina,
E tem muito do desconforto 
de atender os seus desejos 
e dos outros.
O olhar de mulher é seu corpo,
Sua dor inaudível 
de silêncio e expressão,
de mistério e revelação.
Espaço que separa
e aproxima, 
o visível e o intangível,
aparência e essência,
por ser  olhar,
e oceano. 



25/11/2012

O DESTINO DOS SELVAGENS





O rosto de uma criança encostado no colo de sua mãe,
Um dia ensolarado,
Uma sinfonia desconhecida sendo interpretada na praça,
Todas as escolas e igrejas fechadas.
Todos os sonhos na palma da mão e um mundo a ser inventado.
Toda a dor de cabeça empenhada em desfazer e criar.
O corpo pulando do trigésimo andar de um prédio que não foi construído.
Não admitir ver somente isso e ser apenas o que si é,
Mas vir a ser bem mais até a falta de medida,
Mais que a vida que os filmes prometeram.
Ser o resultado de todas as revoluções,
E mesmo assim não ser grande coisa.
Onde todos se esconderam ?
Onde foi parar a vontade de não se entregar ?
Quando foi que o erro fez perder o direito de errar ?
Será mesmo que a história acabou ?
Que o sonho se fez pesadelo ?
Que a inteligência tirou a mobilidade ?
Que a informação em excesso levou a curiosidade ?
Parem já essa máquina atroz,
Parem tudo para  ver a folha cair,
Ouvir a criança chorar e sentir o gosto d' água gelada,
Parem tudo que se for pra continuar assim,
É melhor ficar no meio do caminho,
Esperando o próximo carro passar por cima.

24/11/2012

AS PESSOAS NÃO SÃO CONCEITOS



As pessoas não são conceitos,não são perfeitas, não são feitas de gesso e nem são somente massa de modelar. Elas não falam pra magoar,mas machucam na necessidade que tem de se expressar. Elas vão embora em busca da respiração que nossos braços não permitem, e voltam, já que só respirar, não basta.

19/11/2012

DOR.



Dor de cabeça e febre .
Dentro do crânio,
Um segundo coração,
Bombeando devaneios,
Em um ritmo de dor quase insuportável.
Dormir é impossível,
viver , impensável.
Se pudesse sua companhia,
acariciar minha dor,
seria qualquer coisa,
que não apenas sofrimento.

14/11/2012

DE ONDE VEM ESSA PERFEIÇÃO ?



Ela gosta de combinar,
Eu me sinto bem na desordem,
Ela bagunça meu mundo,
Enquanto me encontro sem saber onde.
Ela guarda tudo em seus devidos lugares,
E eu sequer sei onde deixei a gaveta.
Ela come doce e emagrece,
Eu bebo água e engordo.
Ela dança e a balada continua,
Eu começo a sacudir o esqueleto,
E a polícia chega pra prender o louco da festa.
Ela bebe uísque e continua elegante,
Eu olho pro lado e dou com a cara no poste.
Ela senta, fala e todo mundo escuta,
Eu abro a boca e todos ficam surdos.
Ela passa e o trânsito para,
Eu espero o sinal fechar,
Passo e o cara só não passa por cima,
Para não estragar a pintura do carro.
Ela é perfeita e eu desconfio
De toda imagem de perfeição.
Acho que fui eu que criei,
Na minha imaginação,
Um pouco da perfeição daquela mulher,
Em um desenho tridimensional,
Mas me dou conta, que sequer sei desenhar,
Algo que se pareça com um retângulo.

01/11/2012

BALBUCIAR



Matar a sede na tua boca,
Balbuciar em teu ouvido,
Palavras de amor,
sem mais nada a dizer.
E suavemente gritar,
Gritar,gritar e gritar,
Até a dor secar,
Até o som ensurdecer,
E o silêncio enxergar.
A beleza do olhar.