01/11/2012

BALBUCIAR



Matar a sede na tua boca,
Balbuciar em teu ouvido,
Palavras de amor,
sem mais nada a dizer.
E suavemente gritar,
Gritar,gritar e gritar,
Até a dor secar,
Até o som ensurdecer,
E o silêncio enxergar.
A beleza do olhar.