01/01/2013

PRA NÃO RECORDAR.


Não ha tempo para o medo,
Mas eu tenho,
Felicidade e tristeza não estão nas coisas,
Mas eu vejo,
O tempo devora a juventude,
Enquanto a ilusão apresenta o amanha.

Vai chegar o dia
Que vai recordar,
E ai tudo estará pedido,
As lembranças são sempre
Oportunidades perdidas,
São  resultado,
Do passo atrás.

Por isso agarre tudo,
Mas nunca queira para si,
Seja próximo,mas destrua as algemas,
Se preocupe,mas não imponha seus medos,
Durma junto,mas não finque morada,
Perdoe,mas não esqueça de esquecer.