29/03/2013

FILME: DIÁRIO PROIBIDO.






A vida em sociedade tem a capacidade de fazer com que as pessoas se sintam doentes pelo fato de serem quem são. Como não é possível viver isolado,já que o outro é necessário para a realização do prazer, é indispensável saber tirar prazer de tudo que for possível, de todas as maneiras em todas as posições imagináveis. 

Normalidade é loucura,o que faz a vida valer apena, é você ser, o que você é. É escolher ser, aquilo que você é. A mudança não deve vir da negação do que nos tornamos,mas da afirmação. Quando reconhecemos as palavras escritas na pele e somos capazes de nos mostrarmos a nós mesmo em nossas identidades desviadas,ai sim, a mudança é bem vinda. Pois, quando isso acontece não temos medo de conhecer o estranho o diferente e o assustador se torna convidativo.


Qual é o seu nome?
Quais os preconceitos não lhe permitem ser?


Um filme lindo,que consegue se mostrar em todo o seu esplendor, sem esconder a possibilidade de aprisionamento e de coisificação das pessoas, presentes nos valores. Em uma vida de dor , constrangimentos, angustias e medo do abandono. Vida de renuncias e perdas. O prazer é a nossa ligação com o mundo,a nossa carne é o próprio mundo.

O filme é a história de uma ninfomaníaca,que tenta se encontrar,mas quando começa a procura, abandona a si mesma no meio do caminho. É uma história de busca, que começa pelo que está perto,mas que só se torna visível quando está distante.

"Aproveite a vida em tudo que puder"



Título Original: Diario de una ninfómana / Diary of a Nymphomaniac.
Título no Brasil: Diário Proibido
Direção: Christian Molina.
Estúdio/Distrib.: Playarte Home Vídeo.
Tempo de Duração: 95 minutos.
Gênero: Drama.
País de Origem: Espanha.
Ano de Lançamento: 2008
Estréia no Brasil: 25/09/20