08/04/2013

AMOR LÍQUIDO


Na velocidade da conexão,
Um beijo de despedida,
Começou no motel,
E terminou na saída.
Era a primeira vez dela,
E a segunda dele no dia.
Ela sem arrependimento,
Ele com presa e atrasado,
Nunca mais se viram.
Não havia sentimento guardado,
Pra ela um pouco de dor,
Pra ele mais prazer,
Para ambos, indiferença,
Que importava o nome,
Que interessava saber;
De onde vinha a carne.
O motel foi pago,
A camisinha usada,
O táxi os levou para casa,
Ela passou a noite na net,
Ele não se sabe.