02/05/2013

APRENDIZAGEM


Com o tempo aprendi;
delicadeza não é fraqueza,
a dor é sentida de formas diversas,
a angustia tem muito de liberdade,
e o livre arbítrio é obra de ficção.

Com o tempo aprendi;
as palavras não dizem tudo,
o silêncio expressa, mas não basta,
a beleza é única mas não tudo,
e apesar dos pesares vale o esforço.

Com o tempo aprendi;
a revolta aproxima,
não adianta arrepender-se
deve-se criar sem medo,
e  a vida se desenvolve,
não pelos constrangimentos e medos
mas pelo enfrentamento cotidiano.
Aprendi que não se aprende a viver,
que cria-se um mundo novo ao recriar-se a si mesmo.