11/05/2013

INTERVALO



É um bom caminho
Que leva do nada ao nada,
Onde nada se leva
E pouco se deixa.


É a vida cheia de amores e partos,
De dores e alegrias,
Sem motivos 

Nem ponto de chegada.


Sonhe acordada,
De olhos bem abertos.
Um olhar diz tudo,
O seu abriu a imaginação.


Um cisco no olho,
não pode se fazer paisagem,
Se não encontrar,
por breve momento,
Foi possível ver.