28/06/2013

O VAZIO DA CRIAÇÃO


Tem um brilho novo no olhar,
Um jeito quieto de se mostrar,
Encontrou-se num novo amor
Colocou tudo em seu lugar,
Jogou fora as desculpas,
E vive feliz e segura de si.

Queria contentar-me com tão pouco,
Olhar o mapa e encontrar o tesouro
É coisa que prende por pouco tempo,
minha atenção distraída,que só sabe vagar.

Quanto mais distante você fica,
Mais fico distante do meu lugar,
E por isso ando a vagar,
Pois não tenho onde chegar,
E cada parada é um espaço aberto ao nada.