07/07/2013

ESPELHOS OU MUROS



Para todos os apaixonados por espelhos,
que perguntam se são belos o suficiente,
Digo-vos; vossas feiuras não são defeitos,
Mas disfarces do belo que não sendo beleza,
Tem sempre algo a dizer a percepção que não viu tudo.
A monstruosidade está na incapacidade de alargar a percepção,
E não nos traços que mesmo tortos, se revelam ao olhar.