30/08/2013

NÃO É PRA MACHUCAR


Não falo pra machucar,
A dor que causo,
Também abala o meu peito,
E se digo,
É pelo amor a algo novo,
Que não deixa de ser egoista,
Mas quer o bem,
Independente da dor que cause.

27/08/2013

SERÁ




Será que o deus cristão, Ou qualquer outro seja mesmo minimamente necessário ?

Não seria a razão, capaz de fornecer parâmetros, Para lidarmos com toda a violência e sofrimento, de modo a não elimina-los,mas a reconhece-los, como inerentes a  carne e ao ser que somos ?

Não seria a religião só uma parte quase insignificante de todo o mistério ? Uma parte que acaba camuflando todas as outras possibilidades de viver, que restringe de tal modo o olhar,impedindo-nos de alçar voo sobre outras paisagens ?

Não seria a religião a essência do encarceramento do indivíduo em um modo de vida não criativo,que para ter o seu contraponto ,necessitaria de uma maior percepção do próprio sentir, que é impossibilitado pela velocidade das mudanças que nos fazem perder o contacto com nós mesmos, criando valores cada vez mais efêmeros e descartáveis, como se os sentimentos fossem voluntários e os atos não ?

23/08/2013

LEIAM





Leiam...leiam tudo,
Leiam a vida
Leiam os sonhos,
leiam vossos corações.

Leiam as receitas,
Leiam a pobreza das riquezas,
Leiam o amor que não deu certo,
Leiam até com olhos fechados.

Leiam Freud,
Leiam Marx
Leiam Camus,
Leiam Shakespeare.

Leiam a poeira dos pés descalços,
Leiam o paletó do homem de negócios,
Leiam o banheiro fétido e imundo,
Leiam o que diz a floresta

Leiam o que ainda não foi escrito,
E escrevam sem medo,
O grito que reside no peito,
Como se vossas vidas dependessem da próxima letra.

FELIPE RICHARD


"Um livro aberto é um cérebro que fala; fechado, um amigo que espera; esquecido, uma alma que perdoa; destruído, um coração que chora." Voltaire

20/08/2013

TUDO ACABA EM...



Nada que o ser humano falou,melhor o define do que aquilo que ele expele pelo orifício anal. O ânus é o pai ou o princípio de toda forma de filosofia. Não é que a vida seja uma merda, mas que no último fôlego tudo vira adubo.

NADA


De todas as ideias que o ser humano ousou,
a que mais contribuiu para o aperfeiçoamento,
Foi a da invenção do nada,
é do nada que nos alimentamos,
é o nada a matéria prima das invenções,
somos a palavra que povoa o nada,
e o nada que pronuncia o verbo.
Nada é o que pode vir a ser.

18/08/2013

QUESTÃO FILOSÓFICA.



Numa aula de filosofia o professor alerta seus alunos para a seguinte questão :

-Pessoal não concorde com aquilo que eu digo,o que vale na filosofia é discordar de tudo que lhe comunicam, seja dito por alguém que nunca estudou ou por um professor.

Ao ouvir o professor Sofia logo diz:

-Concordo inteiramente com o senhor, professor.

Vai que Dani,aluno atento,não perdendo tempo emenda:

- Discordo inteiramente professor do que acabou de falar.

Qual aluno concordou e qual discordou do que o professor falou ?



09/08/2013

RISCOS



Sonha-se com a felicidade,
Em ter um grande amor,
E viver em paz,
E de bem com todos.

Mas aos poucos ver-se que não é possível,
Que a felicidade é ideia velha,
Que o amor logo é desfeito ,
Que a paz é sempre imposta,
E que tentar agradar, cansa.

Tudo que era quieto se embaralha,
A mente se encontra perdida,
E os sonhos parecem conflitar com a realidade,
Mas tudo faz parte do mesmo cenário.

A vida humana nunca é reta,
E na realidade cabem ideias e sonhos,
Onde o que não é acerto pode funcionar,
E o que não funciona acaba valendo o sopro.

Corremos para não chegar,
Amamos e nos enganamos,
Choramos pelo afeto ,
E sorrimos por não haver motivo.

Brigar não resolve,
Mas pode ser um caminho,
Na verdade tudo nos leva a algum lugar,
De onde é um risco tanto ficar quanto partir.



08/08/2013

AMOR COMUM


Amor comum.
E sem sobressaltos,
Era isso que esperava,
Agora curta o momento,
Ele será como os outros.
E cada novo dia se fará 
mais velho que o anterior,
E nada lhe salvará do tédio.
O mesmo jogo todos os dias,
As peças enferrujadas pelo tempo,
Os olhos cansados da paisagem,
Os sonhos mortos e soterrados ,
A prole crescendo e sugando o sangue,
A casa como reino pobre 
e empestado de doenças,
A cama fria e sem aconchego.
Tudo velho e pútrido,
E da esperança rançosa .
Só a morte a salvará,
E há de demorar
quanto mais a espere.

05/08/2013

TODOS OS SENTIDOS



Como é diferente,
De qualquer outra,
Cada gesto original,
Cada curva um desvio
A Pele clara,os olhos vivos
A carne numa unidade perfeita
Um mundo de sentido,
Vasto e cheio de aconchego,
Em lábios que mordem ,
E sugam o suor dos poros,
Secando e preenchendo de calor.

04/08/2013

ORIFÍCIOS




Todos estão fazendo poesia,
É democratização das letras ?
É a paixão pela vida ?
Não
É o amor que está fodendo os corações,
E deixando os orifícios vazios.

03/08/2013

BEBIDA E RELENTO




Uma bebida,
que não seja cerveja,
odeio essa coisa seca na boca,
E me faça companhia,
Ouça todo esse silêncio 
E deixe-me ouvir sua respiração,
Sei que já é tarde,
E que tem alguém lhe esperando,
Mas ele estará lá quando voltar,
Pronto a lhe mandar fazer as coisas,
Como se fosse o seu dono,
Você pensava que era amor,
Não se queije de si ,
Todo mundo pensa,
E por breve momento é,
Mas a gente  estraga ,
Com aquelas promessas e alianças,
Esculta o que vou lhe dizer ;
O tempo não resolve porra nenhuma,
A gente acaba se acostumando e isso não é bom,
É terrível percebe que tudo era simples,
E simplesmente  não abraçamos,
E quando agarramos com força, 
não quissemos mais soltar. 

02/08/2013

CRISE

Ontem,você chorou,estava só e cansada,abandonada  por si própria. Pensava  em tudo e mais alguma coisa. Deitada e com o rosto encostado no travesseiro,não sabia o que fazer. Quase dormiu,mas a tristeza não deixou. E você continuou quase imóvel. O corpo falava sem você entender o que se passava . No tempo se moveu  e na ultima lágrima um gemido de desconforto. Desejava passar o dia chorando,mas não havia mais o que despejar. Era hora de ajeitar a bagunça,colocar os móveis atirados contra a parede,em seus novos lugares. mesmo que depois,tivesse que mudar tudo outra vez.


01/08/2013

DIGA



Diga o que tem a dizer,
Mas não fale só por falar,
Não preencha as lacunas,
com frases feitas,
de manuais do senso comum
O meu tempo não é dinheiro,
Mas o meu coração,
anseia por coisas novas.

ENQUANTO CRIAR



Só estou caminhando ,
Não chegarei a tempo,
Não ganharei a eternidade,
Não terei qualquer recompensa,
Não transformarei a ordem das coisas,
No máximo, terei um segundo a mais,
Antes de cair.
E mesmo assim, tudo será belo,
Enquanto conseguir criar.

A morte e o nada





Quando morrer 
Retornarei ao que era,
Antes de viver,
Me confundirei com o nada.

Lembranças e sentimentos,
Riscados do espaço,,
Onde a cada dia estarei menos,
Até não estar mais.