13/10/2013

MEU MOTIVO



Meu motivo é você,
Em minha vida tem um lugar seu,
Mesmo que não esteja lá,
E que tudo no mundo seja novo.

O meu motivo é o seu olhar,
que afeta os sentidos,
Ilumina os passos,
E foge do alcance.

No fluxo e refluxo da vida,
Nas batidas e nos intervalos,
No som e silêncio ensurdecedor 
Você aparece e some.

Meu motivo é um acaso,
Quase como improvável presença,
Em face dos múltiplos percursos,
Que agora parecem cruzar teu caminho.