01/10/2013

TUDO E NADA


Te darei o mar,
se lá você estiver,
te darei o finito,
Pois o infinito demora,
E não quero lhe ver cansar.

Darei o carinho,
que é mais pra mim,
que pra você.

Darei o que não se pode guardar,
O abraço , a verdade do silêncio,
e os meus dias mais felizes.

Darei os sonhos,
que não duram mais que uma noite,
E a noite que não é minha nem sua,
mas que é como presente,
embrulhado no escuro de olhos cerrados.