27/11/2013

O PREÇO DO FASCÍNIO


Quando custa o amor ?
de teu belo corpo ,
mudo como da primeira vez ?
Quanto vale a companhia,
de teus olhos e suspiros ?
Qual  o preço da atenção,
de teu jeito de recato ?
Pago tudo,pelo que não tem preço,
Pra dar-te aqui na terra,
a vida que o paraíso não é capaz,
Pago ,para o dinheiro perder o valor,
e deixar de comandar teu destino.