12/11/2013

OUTRA CIDADE


A cidade que unia agora separa,
se antes estava em cada esquina,
Agora faz parte de outro mundo.
É triste pensar ;
que talvez nunca mais,
que levarei a vida,
e passarei os dias,
sem ao menos; 
um piscar de indiferença;
um sopro do vento,
carregando o perfume.
A cidade não é a mesma,
A arquitetura desfeita,
As ruas vazias,
As praças sombrias,
Pois era a cidade,
que antes caminhava,
o fundo da paisagem,
pela qual se movia,
E que agora não passa,
De uma mancha de tinta,
sem vida,
vista na perspectiva 
de um desfalecido.