30/12/2013

MAIS PERTO





Todas as catástrofes são pequenas,
O número de mortos e famílias abandonadas
Por seus membros soterrados,
Não tiram o apetite e o gosto do prazer .
Só acho que o buraco na camada de ozônio 
não é grande o suficiente,
E o frio de vez em quando, ainda bate forte.

Não sou o depósito de todos os problemas,
Nem o culpado por todas as desgraças,
Por todos os seres violentados,
Sequer pedi pra nadar neste lago de fezes.
Nesse show de horrores o barulho é maior,
Que as vozes que pedem por favor.

Meu cigarro apagou
Por favor, alguém tem fogo ?
Quanto mais quente melhor,
Seus olhos são duas bolas de fogo,
E eu só quero queima nesse inferno.
Mais perto por favor,
Mais perto...