31/12/2013

NO CANTO

Yasmim Bruntet


No canto da cama ao teu lado,
ouvindo tuas descobertas,
descobrindo-me em tuas invenções.
Esquecendo e enfeitando o passado,
curtindo o momento e voando no tempo,
até o futuro, onde o amor não é obrigação,
sonhos e ideias criam e destroem ,
as barreiras que impedem o contato.

No canto da cama, ouvindo teu canto,
sentindo tua alma de carne e osso ,
e entre os corpos sem compromisso,
duas vidas sem destino, condenadas,
a viverem livremente o seu amor,
numa história com começo meio e fim,
mas eterna em seus momentos,
já que o fim é sempre algo que não se vive.