22/12/2013

SOPRO DE VIDA



Um sopro de vida,
Um pouco de morte,
Teu gosto na boca,
Minha vida em teus lábios.
A esperança de teus olhos verdes,
O naufrágio no mar de teu olhar azul.
E mais que as cores,
A tua pele branca,
Em minha pele cinza,
O teu cheiro de banho,
Cobrindo-me com o perfume de teu sexo.
Amo-te com o amor calmo de um louco,
E o desespero escondido de um ser humano.