19/01/2014

CURVA DA MESMA CARNE.



Tanto dentro como fora,
Somos a curva da mesma carne,
O músculo do mesmo esforço.
O sofrimento descontente,
Do gozo com intervalos menores.
Somos a soma sem resultado,
Que prolifera e contagia.
Os filhos do nada ,
O absurdo da vida,
A melodia dos gemidos.