24/07/2015

CAUSA PERDIDA




Este vazio de coisas
Esta água que mata de sede
Esta dor que desperta os sentidos
Esta fome sem fim
Este fim que não chega
Esta angustia desmedida
Esta força de destruir montanhas
Esta saga de bestas
Esta famigerada intranquilidade
Esta fábrica de inutilidades
Esta selva de animais contidos
Esta velocidade de lesma
Este beijo de morte
Este carinho de forca
Este espaço de borrões
Esta beleza de mau gosto
Este silêncio de explosões,
Esta vida perdida e sem motivo.